Presente de Dia dos Pais

Por: Marcos "Marcuccio" Caiafa em 14 ago 2017
Presente de Dia dos Pais

Água fervendo numa panela pro macarrão, outra, com o molho caseiro. O frango à cacciatore já no forno. O celular dentro dentro de uma vasilha (é pro volume ficar mais alto...) no aplicativo daquela web radio.

Assim, entre uma mexida e uma temperada, acompanhei a (mais um) Juventus e Taubaté, nesse dia dos pais. Se cabe uma metáfora entre o mais favorito dos meus hobbies - cozinhar - e o futebol, espero que a 'massa não desande' e que o professor Chiari use 'seus melhores ingredientes'.

E começa a partida, num Rodolfo Crespi praticamente vazio (pouco mais de 700 pessoas). Um primeiro tempo equilibrado em chances perdidas - Em destaque, a grande defesa de Paulo Vitor, que nos salvou aos 12 minutos e o tiro de Barone aos 34 minutos, à meia distância, que obrigou Yuri (não era o Gagarin) a quase entrar em órbita e desviar para fora.

Intervalo. Taça de vinho, o frango começa a dourar. E começa o segundo tempo.

Logo aos cinco minutos, Deivide marca um belo gol para o nosso Juve, após dançar uma tarantella desconcertante na área do Taubaté. Com esse tento, as chances de uma eventual classificação do Juventus voltam a ser reais, apesar dos próximos difíceis jogos. Ah, meu San Gennaro...

E, até o final da transmissão, entre um "É meus amigos..." do caríssimo Renato Corona, e outro, apesar dos lances novamente disperdiçados (como a cabeçada de Lucas, pra fora...), a partida terminou, e, finalmente, vencemos. Apesar de desde pequeno não gostar de doces, arriscaria como sobremesa um cannolo.

Mas fico no vinho mesmo.


Quero finalizar esta crônica mandando um beijo para o meu pai Italo, e a todos os pais - juventinos ou não - desse nosso Brasil. Um abraço à toda turma da Web Radio Mooca - ao 'síndico' Rubens pela lembrança ao meu pai durante a transmissão, ao Kuniochi, o Corona e o Marcelo Santos pelo bom humor. E à minha prima Déia, lá em Juiz de Fora, que fez este dia se tornar ainda mais especial.

Foto Autor
Marcos "Marcuccio" Caiafa
Paulistano, juventino, exilado em Curitiba. Escreve para a página Casa Nostra, no Facebook

Atenção: Este texto representa a ideia do autor e não necessariamente a opinião do juve.com.br ou da torcida juventina. Utilize o espaço de comentários abaixo para debater de forma saudável os assuntos com o autor e com os outros leitores. Comentários que o juve.com.br identificar como inadequados serão removidos sem aviso prévio.

Compartilhe este artigo com seus amigos:

Comentários