Juventismo Ortodoxo

Por: Marcos "Marcuccio" Caiafa em 15 out 2016
Fundamentos do Juventismo Ortodoxo

Quem lembra do finado Orkut? É, aquela rede social assassinada em primeiro grau pelo Facebook. Dentre as peculiaridades dele, as famosas comunidades eram um caso à parte. Me lembrei de uma delas, dedicada à um aguerrido time do interior gaúcho, que foi inserida na categoria "Religiões e Crenças". O que iria dizer Karl Marx? Ele talvez mudasse sua épica frase se viesse ao Brasil: "O futebol é ópio do povo"...
Sagrado? Profano? "É só um jogo", dirão os não-iniciados...
OK, é 'só um jogo'. Mas é muito mais. Transcende paixão. Denota devoção. Quase irracional, semi-hereditário, visceral, paralisante. Cria polêmicas, destrói casais, agrega.

Faz mais ou menos um ano e meio que me converti a que chamo de Juventismo Ortodoxo. Um bem-humorado e metafórico termo que uso corriqueiramente, sempre que me refiro a esse mosaico de sentimentos pelo Juve. Resolvi hoje colocar no papel seus fundamentos. Longe de querer tripudiar de qualquer convicção religiosa, caro leitor, isso é só uma crônica...

FUNDAMENTOS DO JUVENTISMO ORTODOXO

I - Amarás o Juventus acima dos demais times. Mais que o time do seu amigo que está no G4, mais que aquele cotado em euros da capa do videogame e até o daquele tio que desde de pequeno vive te tentando roubar a alma com presentinhos de camisa, chaveirinhos e outros subornos afins.

II - Usarás o grená e te orgulharás disso. Mesmo quando, de relance, você se olha no espelho do mercado e percebe que saiu de camisa grená e bermuda verde-berilo. OK, não combinam. Mas não tinha outra bermuda na gaveta.

III - Honrarás o Juventus na tua rodinha de amigos. Esgotaram-se os argumentos para defender o Juve? Até mesmo que representamos a resistência ao futebol não surtiu efeito? Se você for o único juventino na rodinha, ignore os demais. Eles não sabem por quem torcem...

IV - Considerarás a Mooca tua terra e a Javari tua casa. Mas lembre-se: a Mooca é um estado de espírito. Vivo repetindo isso pra mim aqui em Curitiba já há algum tempo e tá dando resultado.

V - Ignorarás a mídia assim como a mídia ignora o nosso Juve. Não deve ser seguido à risca quando se tratar de tripudiar o time do seu amigo que levou aquele chocolate, foi rebaixado ou sofreu qualquer outra vergonha alheia. Tá liberado pra ver aquela reportagem enquanto se baba sangue, sim.

VI - Não se curvará diante de outras imagens, a não ser a de Clóvis Nori. Tento abstrair no que passou na cabeça de quem mandou construir aquela outra estátua do lado do Clóvis Nori, mas confesso que psicanálise nunca foi o meu forte. Freud explica. Explica?

VII - Acreditarás no Juventus até o último minuto de jogo. A Copa Paulista de 2007 que o diga.

VIII - Honrarás a história e a tradição juventina. Vai querer ficar boiando quando na mesa repleta de amigos juventinos um exalta a 'excursão de 53' e outro, à 'campanha de 32'? Claro que não, né? Mete a cara no livro do Agarelli ou começa a fuçar na internet, BELLO!

IX - Acreditarás que no ano que vem tudo melhorará. Eu ia deixar pra lá, mas não dá. Depois do vimos na última Copa Paulista, tem como piorar? Vou tomar um café e já volto. Pra não escrever besteira, sabe?

X - Terás convicção que aquele 'jota' é uma das coisas mais bonitas desse mundo. Eu tenho. E como a gente sofre, chora, ri, se revolta, pula de felicidade por causa dele!!!

Foto Autor
Marcos "Marcuccio" Caiafa
Paulistano, juventino, exilado em Curitiba. Escreve para o site Canelada.com.br e a página Casa Nostra, no Facebook

Atenção: Este texto representa a ideia do autor e não necessariamente a opinião do juve.com.br ou da torcida juventina. Utilize o espaço de comentários abaixo para debater de forma saudável os assuntos com o autor e com os outros leitores. Comentários que o juve.com.br identificar como inadequados serão removidos sem aviso prévio.

Compartilhe este artigo com seus amigos:

Comentários